Barão Vermelho é uma banda de rock brasileiro fundada em 1981, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Juntamente com Legião Urbana, Paralamas do Sucesso e os Titãs é considerada uma das quatro bandas brasileiras mais influentes fundadas na década de 80

Canção Beth Balanço

Pode seguir a tua estrela Puedes seguir a tu estrella
O teu brinquedo de ‘star’ A tu juguete de “star”
Fantasiando um segredo Fantaseando un secreto
No ponto a onde quer chegar En el punto adónde quieres llegar
O teu futuro é duvidoso Tu futuro es muy dudoso
Eu vejo grana, eu vejo dor Yo veo plata, veo dolor
No paraíso perigoso En un paraiso peligroso
Que a palma da tua mão mostrou Que tu palma de la mano mostró
Quem vem com tudo não cansa Quien se lanza con todo no cansa
Bete balança, meu amor Beth sacude a mi amor
Me avise quando for a hora Avisa cuando sea la hora
Não ligue pra essas caras tristes No notes a essas caras tristes
Fingindo que a gente não existe Fingiendo que el hecho no existe
Sentadas, são tão engraçadas, donas das suas salas Sentadas, son tan graciosas, dueñas de todas sus salas
Pode seguir a tua estrela Puedes seguir a tu estrella
O teu brinquedo de ‘star’ A tu juguete de “star”
Hummm! Fantasiando um segredo Hmmmm! Fantaseando un secreto
No ponto a onde quer chegar En el punto adónde quieres llegar
O teu futuro é duvidoso Tu futuro es muy dudoso
Eu vejo grana, eu vejo dor Yo veo plata, veo dolor
No paraíso perigoso En un paraiso peligroso
Que a palma da tua mão mostrou Que tu palma de la mano mostró
Quem vem com tudo não cansa Quien se lanza con todo no cansa
Bete balança o meu amor Beth sacude a mi amor
Me avise quando for a hora Avisa cuando sea la hora
Quem tem um sonho não dança Quien tiene sueños no se engaña
Bete Balanço Beth Balanço
Por favor! Por favor!
Me avise quando for embora Avísame cuando te vayas

Tradução Aline Fagundes. Nov 2013

Breve Resenha grupo

Após assistirem a um show da banda Queen no Morumbi, em São Paulo, surgiu o desejo em Guto Goffi (Flávio Augusto Goffi Marquesini), bateria, e Maurício Barros (Maurício Carvalho de Barros), teclado, de 19 e 17 anos de idade respectivamente, de formar uma banda de rock. Em outubro de 1981, os dois estudantes do Colégio da Imaculada Conceição, no Rio de Janeiro, escolheram o nome: Guto sugeriu e Maurício concordou que a banda usaria o codinome do aviador alemão Manfred von Richthofen, principal inimigo dos Aliados na Primeira Guerra: Barão Vermelho. Dias depois, a dupla se uniu a Dé (André Palmeira Cunha), baixo, e Frejat (Roberto Frejat), guitarra. Os ensaios ocorriam sempre na casa dos pais de Maurício e, como a banda ainda não tinha vocalista, através de uma amiga de escola, Guto conseguiu contato com um vocalista chamado Léo Guanabara (que veio a ser conhecido como Léo Jaime). No entanto, seu timbre da voz foi considerado suave demais para o rock da banda, fazendo com que seus integrantes não o aprovassem. Léo Jaime não se aborreceu com isso, pois já integrava três bandas (entre elas João Penca e Seus Miquinhos Amestrados), e indicou Cazuza (Agenor de Miranda Araújo Neto). O Barão Vermelho então estava completo

Embora o quinteto pudesse ser promissor, as rádios não pensavam assim, e se negavam a tocar suas músicas. Só depois que Ney Matogrosso gravou “Pro Dia Nascer Feliz”, é que as rádios passam a tocar a versão original do Barão Vermelho. Nessa mesma época, Caetano Veloso reconheceu Cazuza como um grande poeta e incluiu a música “Todo amor que houver nessa vida” no repertório do seu show. O Barão Vermelho começou a ter o destaque que merecia, a repercussão foi tanta, que eles foram convidados para compor a trilha sonora do filme Bete Balanço, de Lael Rodrigues, em 1984, e o seu som se espalhou pelo Brasil. Aproveitando o embalo, o Barão Vermelho lançou o terceiro disco, Maior Abandonado, em 1984, conseguindo vender mais de 100 mil cópias em apenas seis meses. Em 1984, o Barão Vermelho tocou com a Orquestra Sinfônica Brasileira, e em 1985, foi convidado para abrir os shows internacionais do Rock in Rio. Depois de tanto sucesso, estava claro para todos que a carreira da banda estava consolidada.

Cazuza começou a mostrar o seu desejo de fazer trabalhos solo, e era apoiado por Frejat, contanto que, para isso, ele não abandonasse a banda. A saída, no entanto, anunciada primeiramente ao público no final de um show, foi conturbada, causando uma ruptura na forte amizade que unia Cazuza e Frejat e que só veio a ser reconciliada anos depois. Com a saída, Cazuza ainda levou consigo algumas músicas para o seu primeiro disco solo. A banda superou, lançando a música “Torre de Babel”, agora com Frejat no vocal

Anuncios

Comenta aquí / Deixe seu comentário

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s