Mercedes Sosa (San Miguel de Tucumán, 9 de julho de 1935 — Buenos Aires, 4 de outubro de 2009) foi uma cantora argentina, uma das mais famosas na América Latina. A sua música, com raízes na música folclórica argentina, ela se tornou uma das expoentes do movimento conhecido como Nueva canción. Apelidada de La Negra pelos fãs devido à ascendência ameríndia (no exterior acreditava-se erroneamente que era devido a seus longos cabelos negros), ficou conhecida como a voz dos “sem voz”.

Canção:

Volver a los 17 Voltar aos dezessete
 Texto Original
Volver a los 17 Voltar aos dezessete
Despues de vivir un siglo Depois de viver um século
Es como descifrar signos É como decifrar símbolos
Sin ser sabio competente Sem ser sábio competente
Volver a ser de repente Voltar a ser de repente
Tan fragil como un segundo Tão frágil como um segundo
Volver a sentir profundo Voltar a sentir profundo
Como un niño frente a dios Como criança diante de Deus
Eso es lo que siento yo Isso é o que eu sinto
En este instante fecundo. Neste instante fecundo
Se va enredando, enredando Vai enrolando, enrolando
Como en el muro la hiedra Como no muro a hera
Y va brotando, brotando E vai brotando, brotando
Como el musguito en la piedra Como o musguinho na pedra
Como el musguito en la piedra Como o musguinho na pedra
Ay si …, si …, si … Ai se…, se…., se….
Mi paso retrocedido Meu passo recuado
Cuando el de ustedes avanza Quando o de vocês avança
El arco de las alianzas O arco das alianças
Ha penetrado en mi nido Penetrou no meu ninho
Con todo su colorido Com todo o seu colorido
Se ha paseado por mis venas Passeou por minhas veias
Y hasta la dura cadena E até a dura corrente
Con que nos ata el destino Que nos amarra ao destino
Es como un diamante fino É como um diamante fino
Que alumbra mi alma serena. Que alumia minh’alma serena
Se va enredando, enredando Vai enrolando, enrolando
Como en el muro la hiedra Como no muro a hera
Y va brotando, brotando E vai brotando, brotando
Como el musguito en la piedra Como o musguinho na pedra
Como el musguito en la piedra Como o musguinho na pedra
Ay si …, si …, si … Ai se…, se…., se….
Lo que puede el sentimiento O que pode o sentimento
No lo ha podido el saber Não pôde o saber
Ni el más claro proceder Nem o mais claro proceder
Ni el más ancho pensamiento Nem o mais largo pensamento
Todo lo cambia el momento Tudo muda o momento
Cual mago condescendiente como mágico condescendente
Nos aleja dulcemente Afasta-nos docemente
De rencores y violencias De rancores e violências
Solo el amor con su ciencia Só o amor com sua ciência
Nos vuelve tan inocentes. Deixa-nos tão inocentes.
Se va enredando, enredando Vai enrolando, enrolando
Como en el muro la hiedra Como no muro a hera
Y va brotando, brotando E vai brotando, brotando
Como el musguito en la piedra Como o musguinho na pedra
Como el musguito en la piedra Como o musguinho na pedra
Ay si …, si …, si … Ai se…, se…., se….
El amor es torbellino O amor é torvelinho
De pureza original De pureza original
Hasta el feroz animal Até o feroz animal
Susurra su dulce trino Sussurra seu doce trino
Detiene a los peregrinos Retém os peregrinos
Libera a los prisioneros Libera os prisioneiros
El amor con sus esmeros O amor com seu esmero
Al viejo lo vuelve niño Ao velho transforma-o em filho
Y al malo solo el cariño E ao mal somente o carinho
Lo vuelve puro y sincero. O transforma em puro e sincero
Se va enredando, enredando Vai enrolando, enrolando
Como en el muro la hiedra Como no muro a hera
Y va brotando, brotando E vai brotando, brotando
Como el musguito en la piedra Como o musguinho na pedra
Como el musguito en la piedra Como o musguinho na pedra
Ay si …, si …, si … Ai se…, se…., se….

Tradução Aline Fagundes, nov 2013

Breve Resenha artista:

Foi uma voz importante quando a região estava sob ditaduras. Sua voz poderosa encantou e politizou toda uma geração. A cantora argentina, de grande apelo popular na América Latina, foi sem dúvidas uma das mais importantes artistas do continente.

Ela sofreu censura e perseguição na década de 70 e seus discos, carregados de crítica social, se converteram em um referencial durante o último governo militar argentino (1976-83). Sosa ainda demonstrou oposição durante os governos militares de diversos países da América do Sul nas décadas de 70 e 80.

Mercedes Sosa está indicada a três prêmios Grammy Latino – álbum do ano, melhor capa e melhor álbum de folclore pelo disco Cantora 1, uma compilação de seus principais sucessos gravadas em duetos com artistas como Caetano Veloso e Shakira.

Descoberta aos quinze anos de idade, cantando numa competição de uma rádio local da cidade natal, quando foi-lhe oferecido um contrato de dois meses. Admirada pelo timbre de contralto, gravou o primeiro disco Canciones con Fundamento, com um perfil de folk argentino. Consagrou-se internacionalmente nos EUA e Europa em 1967, e em 1970, com Ariel Ramirez e Felix Luna, gravando Cantata Sudamericana e Mujeres Argentinas. Gravou um tributo também à chilena Violeta Parra.

Sosa interpreta um vasto repertório, gravando canções de vários estilos. Atua freqüentemente com muitos músicos argentinos como León Gieco, Charly García, Antonio Tarragó Ros, Rodolfo Mederos e Fito Páez, e outros latino-americanos como Milton Nascimento, Fagner e Silvio Rodríguez

Sosa teve três de seus discos considerados os melhores álbuns de Folk na premiação da Grammy Latino – “Misa Criolla”, em 2000, “Acustico”, em 2003, e “Corazón Libre”, em 2006. Ela também atuou em filmes como “El Santo de la Espada”, sobre o herói da independência argentina, José de San Martin. A cantora gravou mais de 70 discos, sendo o mais recente um álbum duplo.

Anuncios

Comenta aquí / Deixe seu comentário

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s