Espanol

(Juan Luis Guerra Sijes; Santo Domingo, República Dominicana, 1957). Cantante dominicano. Siendo el menor de tres hermanos, a los diez años aprendió a tocar la guitarra, aunque su afición no empezará a demostrarse hasta mucho después, a mitad de sus estudios de Filosofía y Letras que inició en 1975.

De pequeño le llamaban “el niño de las veladas” por el sentimiento que mostraba en sus actuaciones escolares. Hacía llorar a todos los padres y compañeros que iban a verle.

Português

Juan Luis Guerra Seijas nasceu em Santo Domingo (República Dominicana) em 7 de junho de 1957. Durante a infância, Guerra animava as festinhas da escola como cantor, com músicas sentimentais.

Ao concluir a faculdade, cursou um ano de Filosofia e Literatura na Universidade Autônoma de Santo Domingo, em seguida, decidiu que a música seria sua vocação e se mudou para o Conservatório Nacional da Música, onde terminou seus estudos

Canção Burbujas de Amor

Burbujas de amor
Tengo un corazón,
Mutilado de esperanza y de razón-
Tengo un corazón
Que madruga adonde quiera
¡ayayayay!
 
Y ese corazón
Se desnuda de impaciencia ante tu voz.
Pobre corazón,
Que no atrapa su cordura
 
Coro:
Quisiera ser un pez
Para tocar mi nariz en tu pecera
Y hacer burbujas de amor
Por donde quiera
¡oh! pasar la noche en vela
Mojado en ti.
Un pez
Para bordar de corales tu cintura
Y hacer siluetas de amor
Bajo la luna
¡oh! saciar esta locura
Mojado en ti
 
(canta corazón
Con un ancla imprescindible de ilusión.
Sueña corazón
No te nubles de amargura
¡ayayayay!
 
 
Y este corazón
Se desnuda de impaciencia ante tu voz.
Pobre corazón
Que no atrapa su cordura
 
Quisiera ser un pez
Para tocar mi nariz
En tu pecera
Y hacer burbujas de amor
Por donde quiera
¡oh! pasar la noche en vela
Mojado en ti.
Un pez
Para bordar de cayenas tu cintura
Y hacer siluetas de amor
Bajo la luna
¡oh! saciar esta locura
Mojado en ti.
 
Una noche
Para hundirnos hasta el fin.
Cara a cara, beso a beso
Y vivir por siempre
Mojado en tí.
 
 
 
Quisiera ser un pez
Para tocar mi nariz
En tu pecera
Y hacer burbujas de amor
Por donde quiera
¡oh! pasar la noche en vela
Mojado en ti.
Un pez
Para bordar de cayenas tu cintura
Y hacer siluetas de amor
Bajo la luna
¡oh! saciar esta locura
Mojado en ti.
Borbulhas de Amor
Tenho um coração
Dividido entre a esperança e a razão
Tenho um coração
Que madruga aonde quer
Aiaiaiai!
 
 
E esse coração
Demonstra impaciência perante sua voz
Pobre coração
Que não capta sua cordura
 
Coro:
Queria ser um peixe
Para tocar a ponta de meu nariz em seu aquário
E fazer borbulhas de amor
Por onde eu vá,
Oh, passar a noite em claro,
Mergulhado em você.
Um peixe
Para bordar de colares sua cintura
E fazer silhuetas de amor
A luz da lua,
Oh, saciar esta loucura
Mergulhado em você
 
Canta coração
Com uma nesga imprescindível de ilusão
Sonha coração,
Não se perca em amargura,
Aiaiaiaiai!
 
E este coração
Demonstra impaciência perante sua voz
Pobre coração
Que não capta sua cordura
 
Queria ser um peixe
Para tocar a ponta de meu nariz
Em seu aquário
E fazer borbulhas de amor
Por onde eu vá,
Oh, passar a noite em claro,
Mergulhado em você.
Um peixe
Para bordar de colares sua cintura
E fazer silhuetas de amor
A luz da lua,
Oh, saciar esta loucura
Mergulhado em você.
 
Uma noite para nos fundirmos
Até o fim,
Cara a cara, beijo a beijo
E viver
Para sempre mergulhado em você.
 
Queria ser um peixe
Para tocar a ponta de meu nariz
Em seu aquário
E fazer borbulhas de amor
Por onde eu vá,
Oh, passar a noite em claro,
Mergulhado em você.
Um peixe
Para bordar de colares sua cintura
E fazer silhuetas de amor
A luz da lua,
Oh, saciar esta loucura
Mergulhado em você.

Breve resenha artista:

Espanol

Guerra cursó Filosofía y Letras en la Universidad de Santo Domingo, después obtuvo una beca para estudiar música en Berklee College of Music, en Boston. A este viaje se iba con muchas ilusiones y una carta que, a petición de una amiga, debía entregar a la estudiante de diseño Nora Vega.

En 1980 Juan Luis Guerra marchó a Boston, aunque debía volver periódicamente a su país para conseguir el dinero -trabajando en un canal de televisión- con el que pagarse su estancia en los Estados Unidos.

En 1984 grabó por su cuenta el material que compondría el álbum Soplando, rechazado en un principio por la discográfica Karen, que sí aceptará un año más tarde los temas que aparecen bajo el rótulo de Mudanza y acarreo. En 1986 se editó el álbum Mientras más lo pienso, tú con cambios en la formación que habitualmente servía de respaldo a Juan Luis Guerra, Los Cuatro Cuarenta, en cuyo seno permanecía hasta entonces Maridalia Hernández, sustituida ahora por Marco Hernández. En su país se convierte en un ídolo, junto a Víctor Víctor (para muchos su maestro).

El tema Woman Del Callao (incluido en Mientras más lo pienso, tú) se editó en España y Juan Luis Guerra Y Los Cuatro Cuarenta realizaron su primera visita promocional a dicho país. Todo un éxito, en especial desde que Camarón incluyera su versión del tema Amor de Conuco (a dúo con Ana Belén) en su álbum Soy Gitano. Así comenzó en España el fenómeno Juan Luis Guerra.

En 1990 ve la luz por fin en el mercado americano el LP Soplando y en España se edita Ojalá que llueva café y el recopilatorio Mosquito Coast. Mientras tanto, se publica en la República Dominicana Bachata Rosa (editado en España en 1991, marcando el punto más alto de su popularidad), con nuevos cambios en su grupo (Adalgisa Pantaleón sustituye a Mariela Mercado en las giras, aunque ambas seguirán presentes en sucesivas grabaciones). En 1991 la gira española de Juan Luis Guerra arrasa, llegando a poner el no hay entradas con cuatro días de antelación en su actuación de febrero celebrada en el Pabellón del Real Madrid y más de un cuarto de millón de asistentes al total de sus conciertos.

Português

Ao concluir os estudos, Guerra foi estudar composição e arranjos na Berklee College of Music, em Boston (Estados Unidos). Depois de voltar para seu país, trabalhou compondo jingles publicitários para a TV dominicana. Montou a banda “4.40” e gravou seu primeiro álbum (“Soplando”) em 1984.

Em 1985, assinou seu primeiro contrato com a gravadora Karen Records, o que lhe trouxe uma mudança radical em seu estilo musical, voltando-se para o merengue em sua versão comercial passando a apresentar-se como Juan Luis Guerra e 4.40.

Em 1990, com “Bachata Rosa” (seu primeiro álbum editado em CD) vendeu 5 milhões de cópias e atingiu o ápice de sua fama. Em 1991, criou a “Fundação 440” – atual “Fundação Juan Luis Guerra” com o objetivo de ajudar crianças carentes.

Em 1995, Guerra saiu de circuito temporariamente, após seu concerto em San Juan (Porto Rico), em junho de 1995, e empreendeu uma nova faceta: fundou uma emissora de rádio, a “Viva FM” e um canal de televisão, “Mango TV”, mediante os quais se propõe difundir os melhores talentos musicais de seu país.

Em 1996 aproximadamente, Juan Luis Guerra se converteu ao cristianismo e depois de quatro anos de um silêncio discográfico, do qual muitos pensavam não fosse voltar, o cantor apresentou seu trabalho “Ni es lo Mismo ni es Igual” (1998), com o qual ganhou três prêmios na primeira edição do Grammy Latino, em 2000.

Em 2005, recebeu o prêmio Billboard Espíritu de Esperanza pelo trabalho filantrópico à frente da fundação que leva seu nome.

Em fevereiro de 2006, foi convidado especial e cantou na abertura do concerto da legendária banda de rock The Rolling Stones, em San Juan (Porto Rico).

Já em 2007, recebeu o galardão de Excelência nos Prêmios Lo Nuestro, como reconhecimento de sua contribuição para a música latina.

Juan Luis Guerra, principal cantor, compositor e produtor musical da República Dominicana, é responsável pela renovação do tradicional ritmo do merengue. Juan nasceu em Santo Domingo, no dia 7 de junho de 1957.

O cantor e compositor dominicano Juan Luis Guerra é um grande colecionador de prêmios Grammy, cinco só em 2007. O dominicano Juan Luis Guerra arrasou na oitava edição do Grammy Latino, conquistando os cinco prêmios para os quais estava indicado e ainda sendo eleito a Pessoa do Ano por sua dedicação a tarefas humanitárias, aos mais necessitados da República Dominicana.

Juan dedicou o prêmio ao seu país, arrasado pela tempestade Noel no mês passado. O fenômeno causou a morte de 150 pessoas na ilha de Hispaniola.

“Nos últimos dias, passamos por momentos muito difíceis. Mas somos um povo forte e valente e, sobretudo, uma terra cheia de paz, glória e amor”, afirmou.

O artista dominicano levou os prêmios de Gravação do Ano, Melhor Álbum de Merengue, Melhor Canção Tropical, Álbum do Ano e Canção do Ano, graças a La Llave de mi Coración. “Agradeço ao Senhor, meu salvador, e a todos os que tornaram possível este sonho”, disse o artista, ao receber o Grammy de gravação do ano.

Guerra compôs a música para o seu segundo álbum

“Bachata Rosa”, de 1990. A faixa “Burbujas de Amor” também se tornou um grande sucesso no Brasil graças a versão em português do cantor cearense Fagner.

Em 2008, Guerra promove sua bonita canção “Sólo tengo ojos para tí”. Além de sua turnê mundial “La Travesía”.

Em 2008 o cantor dominicano Juan Luis Guerra e seu grupo “4.40” realizaram shows musicais na Expo Zaragoza 2008. Guerra iniciou sua turnê “La Travesía”, passando por Zaragoza, Barcelona e Madri.

Nos shows o autor de “Ojalá que llueva café” surgiu no palco, descendo de um elevador e desembarcando de repente de seu avião quadrimotor, que aparecia nos telões do Anfiteatro. As primeiras canções, mais lentas, deram caminho para as mais movimentadas como “Woman del Callao” e “Bachata Rosa”.

Guerra aproveitou o momento para passar sua mensagem evangelizadora, já que há alguns anos abraçou a religião evangélica e aproveita todas as oportunidades que seus shows lhe dão para enviar mensagens de fé.

Em meio às notas de suas canções “Buscando visa para un sueño” e “El costo de la vida”, o artista manteve sua qualidade e o calor costumeiros.

A enorme banda – nada menos que 18 integrantes, incluindo o cantor – e perfeitamente compenetrada, contribuiu para que o show ficasse completo e que o público pudesse dançar ao som da bachata (cantos populares da Rep. Dominicana) e do merengue de um dos dominicanos mais internacionais.

Com gente de todas as idades, o público multifacetado retribuiu e dançou durante duas horas ao som da magia de Guerra, que está apresentando o premiado trabalho “La llave de mi corazón”, vencedor de seis prêmios Grammy Latino.

A noite em que Guerra encheu de paz o ambiente com bachatas e merengues, sem dúvida, ficará na história.

Anuncios

2 comentarios sobre “Canção “Burbujas de amor”, “Borbulhas de amor”. Artista Juan Luis Guerra

  1. YA LO CREO UN GRAN ARTISTA CANTANTE INTERPRETE YCOMPOSITOR, EN ESPAÑA TUVO MUCHO EXITO Y RECUERDO HABER BAILADO CON MUCHAS DE SUS MELODIAS, ME DIO UNA GRAN ALEGRIA CUANDO SE CONVIRTIO AL CRISTIANISMO, ESTA CANCIO ME ENCANTA. UN SALUDO CORDIAL

    Me gusta

    1. Hola! Me alegro que la hayas disfrutado! Te cuento que esta canción sufrió una adaptación de Fagner, un cantante brasileno, y tuvo muchísimo éxito en Brasil. Es hermosa, desde luego. Feliz 2014! 🙂

      Me gusta

Comenta aquí / Deixe seu comentário

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s